Comparação das características morfológicas, mineralógica, químicas e físicas do solo entre áreas de cultivo com plantio direto e plantio convencional. | academica
Número Atual
Sobre a Revista
Corpo Editorial
Números Disponíveis
Busca
Índice
Submissão de Artigos
Avisar por e-mail
Instruções para autores

Licenciado sob uma
Licença Creative Commons


 

Comparação das características morfológicas, mineralógica, químicas e físicas do solo entre áreas de cultivo com plantio direto e plantio convencional. | Comparação das características morfológicas, mineralógica, químicas e físicas do solo entre áreas de cultivo com plantio direto e plantio convencional. | academica

v. 3 n. 1 Jan./Mar. 2005 

  Comparação das características morfológicas, mineralógica, químicas e físicas do solo entre áreas de cultivo com plantio direto e plantio convencional.

Comparison of the morphologic, mineralogical, chemistries and physical of the soil characteristics between areas of cultivation with direct plantation and conventional plantation.

 Clarice Farian de Lemos 1
Eduardo Teixeira da Silva 2
 
Resumo

O presente estudo tem como objetivo comparar características morfológicas, mineralógicas, químicas e físicas do solo entre duas áreas com processos de cultivos diferentes: plantio direto e plantio convencional. As análises foram realizadas no solo tipo Latossolo Vermelho Amarelo (Lva) textura argilosa, fase campo subtropical, relevo suave ondulado, localizadas no Centro de Estações Experimentais (CEEx) - Fazenda Canguiri - Universidade Federal do Paraná (UFPR), no município de Pinhais, PR. Para cada área foram avaliadas duas camadas, denominadas de "A" e "B", com profundidades de 0,0 a 20,0 cm e de 20,0 a 40,0 cm, respectivamente. Amostras deformadas de solo dessas duas camadas foram submetidas à caracterização morfológica e análises mineralógicas, químicas e físicas. Os resultados obtidos indicaram que o sistema de plantio diferente não alterou a composição mineralógica, textura, estrutura e a característica morfológica. Porém, alterou algumas características químicas e físicas do solo analisado, como por exemplo: matéria orgânica, pH do solo, porosidade total, índice de vazios, grau de aeração, massa específica aparente seca, plasticidade e razão de dispersão.

Palavras-chave : Plantio direto, Latossolo vermelho amarelo, Características físicas do solo.
 
Abstract

The objective of the present study is to compare the morphological, mineralogical, chemical and physical characteristics of the soil in areas with different cultivation processes: direct and conventional sowing systems. The analyses were accomplished in Yellow Red Latosoil (Lva) soil, loamy texture, subtropical field phase, wavy soft relief, located in the Experimental Station Center (CEEx) - Canguiri Farm - Federal University of Parana (UFPR), in the municipality of Pinhais/PR. For each area two layers, denominated “A” and “B”, were evaluated , with 0,0 to 20,0 cm and 20,0 to 40,0 cm depths, respectively. Deformed samples of soils were submitted to morphological characterization and mineralogical, chemical and physical analyses. The results indicated that the system of different sowing did not alter the mineralogical composition, texture, structures and the morphological characteristics. However some chemical and physical characteristics of the analyzed soil were altered, as for example: organic matter, pH of the soil, total porosity, index of emptiness, degree of aeration, dried apparent specific mass, plasticity and dispersion sources.

Keywords : Direct sowing system, Yellow red latosoil, Physical characteristics of the soil

 

1 Engenheira Civil, Engenheira de Segurança do Trabalho, aluna de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/UFPR e Professora do CEFET/PR-UNED/PR. Via do Conhecimento - Cx. Postal 571 - 85.503-390 - Pato Branco/PR. clarilemos@mail.crea-pr.org.br.
2 Eng.º Agrícola, Doutor em Construções Rurais e Ambiência, Professor da UFPR/SCA/Depto. de Solos e Engenharia Agrícola. Rua dos Funcionários, 1540, Cabral, Curitiba-PR. 80035-050. eduardo@agrarias.ufpr.br


Recebido em 05/02/2003; Aceito em 31/03/2004.
Received in ; Accepted in .
[pdf]

 

OAI-ID: oai:academica.pucpr.br:article/947
link: http://www2.pucpr.br/reol/index.php/ACADEMICA?dd1=947&dd99=view