CORRELAÇÃO DAS ESCALAS DE AVALIAÇÃO UTILIZADAS NA DOENÇA DE PARKINSON COM APLICABILIDADE NA FISIOTERAPIA | Fisioter. mov.
Número Atual
Sobre a Revista
Corpo Editorial
Números Disponíveis
Busca
Índice
Submissão de Artigos
Avisar por e-mail
Instruções para autores

Licenciado sob uma
Licença Creative Commons

CORRELAÇÃO DAS ESCALAS DE AVALIAÇÃO UTILIZADAS NA DOENÇA DE PARKINSON COM APLICABILIDADE NA FISIOTERAPIA | CORRELAÇÃO DAS ESCALAS DE AVALIAÇÃO UTILIZADAS NA DOENÇA DE PARKINSON COM APLICABILIDADE NA FISIOTERAPIA | Fisioter. mov.

Fisioterapia em Movimento v. 23 n. 1 Jan./Mar. 2010 

  CORRELAÇÃO DAS ESCALAS DE AVALIAÇÃO UTILIZADAS NA DOENÇA DE PARKINSON COM APLICABILIDADE NA FISIOTERAPIA

Correlation of evaluation scales utilitized at Parkinson’s disease applied to physical therapy

 Marcella Patrícia Bezerra de Mello 1
Ana Carla Gomes Botelho 2
 
Resumo

INTRODUÇÃO: A doença de Parkinson (DP) é uma patologia neurológica crônica e degenerativa do sistema nervoso central que acomete os gânglios da base, cujas características principais são tremor, rigidez e bradicinesia. Com o progresso terapêutico, desenvolveram-se várias escalas visando monitorar a evolução da doença e a eficácia de tratamentos. O objetivo deste estudo de revisão bibliográfica é caracterizar as principais escalas usadas para a avaliação da DP, discutindo sua aplicabilidade à prática fisioterapêutica. MATERIAIS E MÉTODO: Levantamento bibliográfico a partir de bases de dados como Scielo, Medline, Lilacs, PubMed, entre 1990 a 2005. RESULTADOS: Seis escalas são abordadas: Escala dos Estágios de Incapacidade de Hoehn e Yahr; Escala Unificada de Avaliação da DP (UPDRS); Escala de Sydney; Questionário da DP (PDQ-39); Qualidade de vida (PSN); Escala de atividade de Parkinson (PAS). Destacando-se a PDQ-39 pela percepção do paciente sobre sua qualidade de vida. A PAS é a que melhor atende aos objetivos específicos da fisioterapia, pois avalia os principais problemas de mobilidade funcional. Além das escalas de Hoehn e Yahr e a UPDRS, por sua confiabilidade, pois podem ser usadas por fisioterapeutas para melhor avaliação do estado clínico-funcional do paciente. CONCLUSÃO: A necessidade de monitorar a evolução dos pacientes e os resultados de intervenção fisioterapêutica exige do fisioterapeuta o conhecimento para utilizar medidas sistematizadas e de fácil aplicabilidade para avaliar pacientes com DP. Cabe a esse profissional optar pela que permita uma tomada de decisão clínica compatível com seu local de trabalho, com as necessidades do paciente e com o meio em que ele vive.

Palavras-chave :  Doença de Parkinson. Escalas de Avaliação. Fisioterapia. Avaliação. Qualidade de vida. Fisioter Mov. 2010 jan/mar.23(1):121-127
 
Abstract

INTRODUCTION: The Parkinson’s disease (PD) is a degenerative illness of the central nervous system, the key features are tremor, rigidity and bradykinesia. Therapeutic progress has brought about several clinical scales to assess PD patients, in an attempt to monitor disease development and to evaluale the affectiveness about different treatments. The objective of this bibliographic revision study is to characterize the main scales used to valuation of the PD, discussing their application onto physical therapy practice. MATERIALS AND METHOD: A bibliographical survey through of books, scientific articles and database specialized to acquisition of newspapers and sites of Internet. RESULTS: Six scales are focused: The Scale of Hoehn and Yahr about Incapacity Stages; Unified Parkinson‘s Disease Rating Scale (UPDRS); Sydney Scale; PD Questionnaire (PDQ-39) and Quality of Life (PSN); and Parkinson’s Activity Scale (PAS).The PDQ-39 stand out because of the patient perception about their quality of life. The PAS is the best attend the physical therapy objectives, because of evaluate the main problems of functional mobility. In addition to Hoehn and Yahr scale and the UPDR scale because of their reliability and may be used by physical therapists, allowing the best evaluation of patient’s functional status. CONCLUSION: The follow the evolution of patients and their results about physical therapies interventions require knowledge of the physical therapists to make systematized decisions, and easy applications to value patients DP. The professional must make a clinical decision compatible at his job place, patient necessity and his environment that he lives.

Keywords : Parkinson’s disease. Rating Scale. Physical Therapy. Evaluation. Quality of life.

 

1 Especialista em Fisioterapia Neurofuncional pela Faculdade Integrada do Recife (FIR), Departamento de Fisioterapia Neurofuncional, Especialista em Saúde Pública com Ênfase em Gerência de Serviços e Saúde da Família pela Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora das Graças (FENSG/UPE), Recife, PE – Brasil, e-mail: marcellapb@hotmail.co
2 Especialista em Fisioterapia em Neonatologia e Pediatria pela Faculdade Integrada do Recife (FIR), Departamento de Fisioterapia Neurofuncional, Mestranda em Saúde Materno-Infantil pelo Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (IMIP), Recife, PE – Brasil, e-mail: anacbotelho@hotmail.co


Recebido em 26/01/2009; Aceito em 27/10/2009.
Received in ; Accepted in .
[pdf]

 

OAI-ID: oai:rfm.pucpr.br:article/3498
link: http://www2.pucpr.br/reol/index.php/RFM?dd1=3498&dd99=view