III Jornada Interdisciplinar de Pesquisa em Teologia e Humanidades
article

III Jornada Interdisciplinar de Pesquisa em Teologia e Humanidades, v.3, n.1, 2013.

A MORTE VAI A ESCOLA: DIÁLOGOS SOBRE REENCARNAÇÃO, RESSURREIÇÃO E O NADA


Silvana Maria de Lara 1

O presente trabalho faz uma reflexão sobre o fenômeno morte na perspectiva de crianças entre 7 a 10 anos de idade, tendo em vista suas concepções pessoais sobre o assunto, tanto no aspecto religioso e familiar, além da bagagem de informações que recebem de várias fontes (internet, televisão, conversas com amigos e escola), analisando suas atitudes quando a morte foi assunto das aulas de ensino religioso, além de procurar analisar os fatos segundo a luz de alguns teóricos que debruçaram- se sobre o tema. Também propõem um projeto utilizando histórias de diversas tradições religiosas como: africana, indígena e cristã referentes a este tema, a fim de expor o assunto de forma clara, sem tabus. O projeto procurou desenvolver os conceitos existentes sobre continuidade da vida através da reencarnação, ressurreição e ancestralidade, promovendo o conhecimento através do estudo das concepções de várias religiões sobre o tema. Procurou-se desenvolver o diálogo de forma construtiva, permitindo aos educandos expressar suas dúvidas e anseios frente ao fenômeno morte. Para garantir a vez e voz dos alunos, em muitos momentos durante o texto faz-se a transcrição de suas falas, afirmações realizadas durante as aulas de ensino religioso.


Palavras-chave: Morte. Ensino religioso. Vida após a morte.



1 Pós-graduada em Ensino das Artes Visuais: práticas pedagógicas e linguagens contemporâneas pela Universidade Tuiuti do Paraná. Graduada em Pedagogia pela UFPR. Professora de Arte e Ensino Religioso no Ensino Fundamental da rede pública.

Texto completo em PDF