III Jornada Interdisciplinar de Pesquisa em Teologia e Humanidades
article

III Jornada Interdisciplinar de Pesquisa em Teologia e Humanidades, v.3, n.1, 2013.

CULTURA E RELIGIÃO: SUAS PECULIARIDADES E EFEITOS NA PARENTALIDADE


Renato Barbosa dos Santos 1
Mario Antonio Sanches 2

Este artigo se propõe a refletir sobre a relação entre cultura e religião e seus efeitos no planejamento da parentalidade. Primeiramente, serão trazidos à tona elementos que possam esclarecer a relação entre cultura e religião. Posteriormente, a busca será no sentido de verificar como na história e no relato bíblico ocorreu essa influência, bem como isso vem interferindo no planejamento da parentalidade, de forma a situar o ser humano que deseja ou não assumir um projeto de parentalidade, de acordo com sua cultura e sua religião. Nas culturas antigas, um filho era um bem que favorecia a continuidade da família e a manutenção de seus bens e, por isso eram possíveis alguns métodos que possibilitavam a existência de um herdeiro. Atualmente existem outros métodos, porém suas implicações éticas exigem uma reflexão voltada para o respeito à dignidade da vida em sua plenitude.


Palavras-chave: Parentalidade. Família. Fertilidade. Bíblia. Religião. Cultura.



1 Mestrando em Teologia na PUCPR, Bacharel em Teologia pela PUCPR.
2 Pós-doutorado em bioética (2011) pela Pontifícia Universidade de Comillas (Madrid), com bolsa CAPES / Fundação Carolina. Doutor em teologia. Professor titular e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Bioética da PUCPR

Texto completo em PDF