Revista de Filosofia Aurora
article

Revista de Filosofia Aurora, v.22, n.30, 2010.

Temporalidade e propriedade em Ser e Tempo de Heidegger


Cezar Luís Seibt

Em Ser e Tempo, Martin Heidegger pretende mostrar e superar a objetificação realizada pela Metafísica retomando a questão do sentido do ser. Tal superação passa pela desconstrução do conceito de tempo, marca fundamental da compreensão tradicional da realidade e, inclusive, da compreensão do que seja o próprio ser humano. No lugar do tempo da ontologia da coisa, linear, sugere ele a temporalidade enquanto sentido do ser do Dasein. Este texto busca acompanhar o autor nesta diferenciação e mostrar a nova compreensão de ser humano que dela surge. Do tempo da coisa para o tempo do Dasein, da impropriedade para a propriedade.


Palavras-chave: Tempo. Temporalidade. Propriedade. Analítica existencial. Metafísica.


Temporality and property in Heidegger’s Being and Time


In Being and Time Martin Heidegger wants to show and overcome the Metaphysical objectification considering the question of sense of being. This overrun goes through the deconstruction of the concept of time, fundamental mark of the traditional understanding of reality and including the understanding of what the human being is. In place of the time of things ontology, linear, he suggests a sense of temporality as sense of being of Dasein. This text try to accompany the author in this differentiation and show the new understanding of human being that appears. From time of thing to the time of Dasein, from impropriety to property.


Keywords: Time. Temporality. Property. Existential analytic. Metaphysic.



Texto completo em PDF