Fisioterapia em Movimento
article

Fisioterapia em Movimento, v.30, n.1, 2017.

Lung function and functional capacity in school age children


Fabiana S da Silva Dias de Andrade
Renato da Costa Teixeira
Diego Alberto Araújo
Thayrine Rocha Barbosa
Fabianne de Jesus Dias de Sousa
Rafael Vinícius Cruz

Introduction: Six-minute walk test (TC6’) and peak expiratory flow (PEF) can be influenced by variables like gender, age and body mass index (BMI). In the school context, these tests can identify losses caused by sedentary habits and/or manifestation of overweight/obesity. Nevertheless, although widely studied in the adult context, they have not been properly clarified in the child public. Objective: To assess the PEF andTC6’ between students in the public and private network and to correlate them with factors like age, gender and BMI. Methods: 39 male and female children between eight and ten years of age were selected for the study. The TC6’ was held at a sports court. The child was instructed to walk at maximum speed for six minutes and the PEF test took place in accordance to the recommendations by Pereira et al (1). Results: No significant correlation was found between the BMI and the PEF and TC6’ scores. No significant correlation was found between sex and PEF, with measures within normal parameters for the entire sample. The EPF measures did not influence the distance walked in the TC6’. A significant correlation was found between sex and distance walked in the TC6’ only among male children attending public schools. Conclusion: Both sex and BMI did not influence the PEF measures which, in turn, does not seem to have influenced the distance the sample walked in the TC6’. Also concerning the TC6’, only the children from public school reached the normal scores proposed in the literature.


Palavras-chave: Physical Therapy Modalities. Exercise Test. Pediatric Obesity.


Função pulmonar e capacidade funcional de escolares


Introdução: Testes de caminhada de seis minutos (TC6’) e pico de fluxo expiratório (PFE) podem ser influenciados por variáveis tais como, gênero, idade e índice de massa corporal (IMC). Em âmbito escolar são capazes de identificar prejuízos gerados por hábitos sedentários e/ou manifestação de sobrepeso/obesidade. No entanto, embora amplamente estudados no meio adulto, ainda não estão bem esclarecidos no público infantil. Objetivo: Avaliar o PFE e TC6’ entre escolares da rede pública e privada, bem como correlacioná-los com fatores tais como idade, gênero e IMC. Métodos: Participaram do estudo 39 crianças de ambos os gêneros e idades compreendidas entre 8 e 10 anos. O TC6’ocorreu em quadra poliesportiva, a criança orientada a caminhar em velocidade máxima por seis minutos e o teste de PFE, conforme Pereira et al. (1) Resultados: Não houve correlação significativa entre o IMC e os valores obtidos de PFE e TC6’. Não houve correlação significativa entre sexo e PFE, cujas medidas ficaram de acordo com a normalidade para toda a amostra. As medidas de PFE não influenciaram a distância percorrida no TC6’. Houve correlação significativa entre o sexo e distância percorrida no TC6’ apenas entre as crianças do sexo masculino, pertencentes às escolas públicas. Conclusão: Tanto o sexo quanto o IMC não influenciaram as medidas de PFE, e este por sua vez, não parece ter exercido influência sobre a distância percorrida no TC6’ da amostra. Ainda no que tange ao TC6’, apenas as crianças oriundas de escolas públicas alcançaram os valores de normalidade propostos pela literatura.


Keywords: Modalidades da Fisioterapia. Teste de Esforço. Obesidade Infantil.



Texto completo em PDF