Fisioterapia em Movimento
article

Fisioterapia em Movimento, v.30, n.1, 2017.

Relationship between body functions and referral to rehabilitation post-stroke


Eleazar Marinho de Freitas Lucena
Kátia Suely Queiroz Silva Ribeiro
Ronei Marcos de Moraes
Robson da Fonseca Neves
Geraldo Eduardo Guedes de Brito
Renata Newman Leite Cardoso dos Santos

Introduction: Stroke has a high prevalence in the world´s population and a significant impact on those affected. Objective: To determine the relationship between body functions evaluated according to the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) parameters and the referral of poststroke subjects to rehabilitation services in the city of João Pessoa-PB. Methods: This study was an observational cross-sectional study involving patients diagnosed with stroke who were affected for less than 60 months and linked to the Family Health Strategy (Estratégia de Saúde da Família - ESF). The ICF stroke core sets that identify disabilities in the body function dimension were used to construct the research instrument. Access to rehabilitation was explored using a questionnaire developed from a literature review. The statistical method of logistic regression was used to identify the disabilities in body functions that were relevant to the referral of the post-stroke subject for rehabilitation. Results: The functions that were significant (p < 0.05) were functions relating to muscle tone (OR = 2.38), functions relating to voluntary movement control (OR = 2.60), emotional functions (OR = 2.22), and sexual functions (OR = 3.92). Conclusion: The findings of this study indicate that the presence of disability in these functions is associated with the referral of chronic phase post-stroke subjects to rehabilitation. Therefore, rehabilitation services should be organized to meet the specific requirements of treatment of the sequelae caused by stroke.


Palavras-chave: Stroke. Health Services accessibility. International Classification of Functioning. Disability and Health. Regression Analysis.


Relação entre funções do corpo e encaminhamento à reabilitação no pós-AVE


Introdução: O Acidente Vascular Encefálico (AVE) possui alta prevalência na população mundial e ocasiona impactos importantes aos acometidos. Objetivo: Verificar a relação da deficiência em funções do corpo avaliadas conforme parâmetros da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) e o encaminhamento de sujeitos pós-AVE para os serviços de reabilitação no município de João Pessoa-PB. Métodos: Trata-se de um estudo observacional de corte transversal, envolvendo indivíduos com diagnóstico de AVE, com tempo de acometimento inferior a 60 meses e vinculados à Estratégia de Saúde da Família (ESF). Para compor o instrumento dessa investigação, utilizaram-se itens do core sets da CIF para o AVE, para identificar deficiências na dimensão funções do corpo. Investigou-se o acesso à reabilitação por meio de um questionário elaborado a partir da revisão da literatura. Utilizou-se o método estatístico de regressão logística para identificar as deficiências nas funções do corpo que foram relevantes para encaminhar o sujeito pós-AVE à reabilitação. Resultados: As funções que apresentaram significância estatística (p-valor < 0,05) foram: funções relacionadas ao tônus muscular (OR = 2,38); funções relacionadas ao controle dos movimentos voluntários (OR = 2,60); funções emocionais (OR = 2,22); e funções sexuais (OR = 3,92). Conclusão: Os achados deste estudo apontam que a presença de deficiência nessas funções está associada com o encaminhamento de sujeitos pós-AVE em fase crônica para a reabilitação. Portanto, devem-se organizar os serviços de reabilitação para atender às especificidades do tratamento das sequelas provocadas pelo AVE.


Keywords: Acidente Cerebrovascular. Acesso aos Serviços de Saúde. Classificação Internacional de Funcionalidade. Incapacidade e Saúde. Análise de Regressão.



Texto completo em PDF