Fisioterapia em Movimento
article

Fisioterapia em Movimento, v.30, n.1, 2017.

Effects of non-invasive ventilatory support in tolerance to the effort of patients with hemodialysis


Nathalie Cortez Bezerra de Medeiros
Joelson dos Santos Silva
Nayara Priscila Dantas de Oliveira
Ananília Regina Silva Cavalcante
Carolina Taveira Gonçalves
Karla Luciana Magnani

Introduction: The kidney system is responsible for the maintenance of homeostasis and in patients with Chronic Kidney Disease the kidney functions changes, contributing for the development of various complicationsthat will have adverse effects in tolerance to the physical exercise and in Quality of Life of this patients. Objective: To evaluate the Effects of non-invasive ventilatory support in tolerance to the patients’ physical exercise in dialysis. Methods: The patients performed two 6-minute walk tests, following an adapted protocol for treadmill, one of them without the use of non-invasive ventilatory support and the other with non-invasive ventilatory support during the walk. Besides, the patients answered a questionnaire of quality of life and the KDQOL-SFTM specific for the population under study. Results: It was noticed that there was not statistical difference in the distance recorded during the 6-minute walk tests. Regarding the quality of life, the greater impact of the disease was in relation to “Professional Activity”. Conclusion: In conclusion, a non-invasive ventilatory support did not cause significant effects in tolerance to the exercise of this population. However, we should take into consideration the limitations suffered during the research development.


Palavras-chave: Chronic Kidney Failure. Quality of Life. Tolerance to the Exercise.


Suporte ventilatório não invasivo na tolerância ao esforço de pacientes hemodialisados


Introdução: O sistema renal é responsável pela manutenção da homeostasia do corpo e, em pacientes com Doença Renal Crônica a função dos rins se altera, contribuindo para o desenvolvimento de várias complicações que influenciarão negativamente na tolerância ao exercício físico e na qualidade de vida destes pacientes. Objetivo: Avaliar os efeitos do uso da ventilação mecânica não invasiva na tolerância ao exercício físico de pacientes em tratamento dialítico. Métodos: Os pacientes realizaram dois testes de caminhada de seis minutos, seguindo um protocolo adaptado para esteira, sendo um teste sem o uso da ventilação não invasiva e outro teste com ventilação não invasiva durante a caminhada. Além disso, os pacientes responderam um questionário de qualidade de vida o KDQOL-SFTM específico para a população estudada. Resultados: Foi observado que não houve diferença estatística na distância percorrida durante os testes de caminhada em esteira. Em relação à qualidade de vida, o maior impacto da doença foi em relação à “Atividade Profissional”. Conclusão: Em conclusão, a ventilação não invasiva, não causou efeitos significativos na tolerância ao exercício desta população, porém, devem-se levar em consideração as limitações sofridas durante o desenvolvimento da pesquisa.


Keywords: Falência Renal Crônica. Qualidade de Vida. Tolerância ao Exercício.



Texto completo em PDF