Fisioterapia em Movimento
article

Fisioterapia em Movimento, v.30, n.1, 2017.

Assessment of functional status in the ICU: instruments used in Brazilian settings


Luiza Martins Faria
Sayonara de Fátima Faria Barbosa

Introduction: Physical function impairment is a significant concern for patients who survive their intensive care unit (ICU) stay, due to its impact on the patient´s independence and functional status. In this context,the choice of a suitable instrument for the assessing functional status is important, because an inappropriate assessment could lead to incorrect conclusions regarding patient prognosis, treatment benefits, and condition. Objective: To identify which functional assessment tools are used in Brazil to assess patients who are in ICU. Additionally, we investigated the translation, adaptation, and validation of these instruments for use in this population. Methods: We searched Pubmed, SCIELO, Lilacs, and Scopus in November 2015. No language or date restrictions were applied to the search. Results: Ten studies and seven instruments were identified. The most commonly used instruments were the Karnofsky Performance Status Scale Scores and the Functional Independence Measure. Conclusion: The instruments found in the review were neither specifically developed to assess the functional status of ICU patients, nor were they validated for use in this population in Brazil. Transcultural development or adaptation studies should be conducted, followed by a validation process.


Palavras-chave: Intensive Care Units. Activities of Daily Living. Outcome and Process Assessment. Rehabilitation.


Avaliação da funcionalidade em UTI: instrumentos usados no cenário brasileiro


Introdução: O comprometimento da função física é um aspecto significativo em pacientes que sobrevivem à internação em UTI, considerando o impacto na independência e funcionalidade desses indivíduos. Dentro deste contexto, a escolha de um instrumento adequado para avaliação da funcionalidade é de grande importância, pois uma avaliação inapropriada pode gerar conclusões incorretas em relação à condição do paciente, prognóstico e benefícios do tratamento. Objetivo: Identificar os instrumentos utilizados no Brasil para avaliação da funcionalidade de pacientes internados em UTI e a tradução, adaptação e validação destes instrumentos para essa população. Métodos: A busca dos artigos foi realizada a partir das bases de dados Pubmed, SciELO, LILACS e SCOPUS, em novembro de 2015, sem restrição de data ou idioma. Resultados: Foram identificados dez estudos e sete instrumentos, sendo que os mais utilizados foram o Karnofsky Performance Status Scale Scores e a Medida de Independência Funcional. Conclusão: Os instrumentos identificados não foram desenvolvidos especificamente para a avaliação da funcionalidade de pacientes internados em UTI e não foram submetidos ao processo de validação para população brasileira internada nesta unidade. Sugerem-se estudos de construção ou adaptação transcultural, seguidas do processo de validação, de instrumentos de avaliação da funcionalidade de pacientes internados em UTI para aplicação no cenário brasileiro.


Keywords: Unidades de Terapia Intensiva. Atividades Cotidianas. Avaliação de Processos e Resultados. Reabilitação.



Texto completo em PDF