Fisioterapia em Movimento
article

Fisioterapia em Movimento, v.18, n.1, 2005.

DISTRIBUIÇÃO DA PRESSÃO PLANTAR E LOCALIZAÇÃO DO CENTRO DE FORÇA APÓS INTERVENÇÃO PELO MÉTODO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL: UM ESTUDO DE CASO


Rosana Macher Teodori
Elaine Caldeira de Oliveira Guirro
Renata Moraes Santos

A referências de receptores plantares e proprioceptivos fornecem ao sistema nervoso informações necessárias ao controle postural. Alterações desses mecanismos neuromusculares provocadas por traumas podem causar dano articular e alterações posturais permanentes. Este estudo avaliou as modificações na distribuição da pressão plantar e localização do centro de força em sujeito com história de entorse de tornozelo direito, utilizando uma plataforma de pressão Tekscan-Matscan, em apoio bipodal livre e com os olhos abertos. Após constatação de assimetria na distribuição da pressão plantar, realizou-se uma sessão de Reeducação Postural Global (RPG), seguida de avaliações em plataforma de pressão imediatamente após a intervenção e após 7, 14 e 30 dias da mesma. Os resultados mostraram recuperação evidente da simetria, que se manteve por 7 dias. Após esse período, houve tendência à recuperação gradativa da assimetria, não alcançando, no entanto, os valores iniciais após 30 dias. Conclui-se que uma única sessão de RPG foi eficiente para reequilibrar a distribuição das pressões de contato e isso interferiu positivamente na localização do centro de força, porém, não promoveu a correção definitiva, sugerindo a necessidade de maior número de sessões para promover a adaptação do sistema nervoso às novas entradas proprioceptivas e, conseqüentemente, uma resposta sustentada. Os resultados sugerem ainda que a freqüência de uma intervenção semanal na prática clínica para esse tipo de alteração seria suficiente para um programa de tratamento.


Palavras-chave: Fisioterapia, Reeducação Postural Global, Plasticidade Neuromuscular, Pressão Planta, Centro de Forçar


Plantar pressure distribution and center force location after postural global reeducation: a case relate


Afferences of plantar mechanoreceptors and neuromuscular spindle supply to the nervous system necessary information to the postural control. Changes in such neuromuscular mechanisms caused by injury may lead to articular damage and permanent postural changes. This study evaluated the modifications in plantar pression distribution and center of force location in a subject with a right ankle entorse history, using a Tekscan-Matscan pressure platform, with free bipodal support and open eyes. After confirmation of asymmetry in plantar pression distribution, a session of Postural Global Reeducation (PGR) was applied followed by evaluations in pression platform immediately after the intervention and after 7, 14 and 30 days. The results showed evident symetry recovery kept for 7 days. After this period it was noticed a tendency to a gradative asymmetry return, nevertheless, it hasn’t reach the initial values after 30 days. We concluded that a single PGR session was enough to balance contact pression distribution and that interfered positively in the center of force location, but it hasn’t promoved a definitive correction, suggesting need of a larger number of sessions to promote nervous system adaptation to new proprioceptive entrances and, consequently, a sustained answer. The results suggest although the frequency of a weekly intervention for this kind of alteration would be enough for a treatment program. .


Keywords: Physiotherapy; Postural Global, Reeducation; Neuromuscular Plasticity; Plantar, Pressure; Center of Force



Texto completo em PDF