URBE - Revista Brasileira de Gestão Urbana
article

URBE - Revista Brasileira de Gestão Urbana, v.9, n.1, 2017.

Planejamento da Região Metropolitana de Curitiba como objeto de estudo: análise sobre a produção bibliográfica no período de 1974-2006


Julio Cesar Botega do Carmo

A partir da divisão em dois momentos (1975-1988 e 1989-2006), o artigo propõe a leitura da produção sobre a Região Metropolitana de Curitiba (RMC) nesse período. Delimitou-se que as pesquisas, no primeiro momento, estivessem centradas sobre as transformações nos espaços urbanos e metropolitanos, como a expansão da urbanização e da industrialização, a institucionalização iniciada no Paraná e em Curitiba, e a ressonância de teorias e contatos com planejadores do exterior. A partir dos anos de 1980, com a redemocratização e as novas condições econômicas, novos temas começaram a ser analisados, como a periferização, as questões sociais e ambientais. Após 1989, recuperaram-se temas e outros novos passaram a ser abordados a partir das condições econômicas e sociais que se colocavam. Busca-se, então, concluir que, mesmo não havendo o reconhecimento do processo de planejamento do município de Curitiba, o planejamento na RMC apresenta lacunas quando se confrontam os estudos sobre o planejamento realizado para as diferentes escalas, seja devido à consolidação de um pensamento hegemônico, que delimita o planejamento metropolitano como problemático, seja pelo fato de haver relação próxima entre a política, sobretudo do município-polo, e a academia, que por diversas vezes corrobora a posição política.


Palavras-chave: Curitiba. Região Metropolitana de Curitiba. Planejamento metropolitano.


Curitiba Metropolitan Region planning as a study object: analysis of literature production from 1974 to 2006


This article proposes the reading of the MRC literature in two separate periods (1975-1988 and 1989-2006). The literature about the Metropolitan Region of Curitiba in the analyzed period indicates that the first period focused on changes of the urban and metropolitan areas, such as the expansion of urbanization and industrialization; the institutionalization started in Paraná and Curitiba; theories resonance and contacts with the foreign planners. From the 1980s, with the return of democracy and the new economic conditions, new subjects were analyzed, such as the peripherization, social and environmental issues. The years 1990 and 2000 recovered already discussed subjects and addressed new ones, especially from the economic and social conditions that were placed. The reported scenario conclude that even though not recognized by the Curitiba city planning process, the MRC planning has been object of research, with gaps when compared to planning studies performed in different scales. That is due to either the consolidation of a hegemonic thought that delimitates the metropolitan planning as problematic on one hand, or to the close relationship between politics, especially of the city pole, and academy, which by times, corroborates the political position to other.


Keywords: Curitiba. Metropolitan Region of Curitiba. Metropolitan planning.



Texto completo em PDF