URBE - Revista Brasileira de Gestão Urbana
article

URBE - Revista Brasileira de Gestão Urbana, v.9, n.2, 2017.

How can an ecological perspective be used to enrich cities planning and management?


Natalie Rosales

This conceptual article presents a comprehensive overview of principles, new urban descriptors and analysis methods that provide relevant ecological information, which can be fully incorporated into the planning process, by connecting ecological perspectives to planning and management issues. Section one summarizes the different notions of ecological urbanism and explores what concepts and basic assumptions can constitute a guide to implement an ecological perspective into urban planning. Section two covers what frameworks exist for planning and managing the city under an ecological perspective; and what methods and tools are being used by different stake holders to implement an ecological vision today. As a synthesis, the paper suggest that ecological urbanism applies through six concepts (ecological networks, nestedness, cycles, flows, dynamic balance and resilience), which can be covered by three principles: I) an eco-systemic understanding and management of the city; II) a bioregional governance; III) an ecologically balanced planning. By doing so, this piece of work builds conceptually and practically a frame towards the transformation of current planning and management practices outlining clues for reinterpreting strategies to re-signify and re-conceptualize the existing dichotomous relationship between city-nature, environment-society, while strives for a new understanding of the way we inhabit the habitat.


Palavras-chave: Urban planning & management. Ecological perspectives. Sustainability.


Como uma perspectiva ecológica pode ser usada para enriquecer o planejamento e gestão das cidades?


O presente artigo conceitual expõe uma visão geral dos princípios ecológicos, novos descritores urbanos e métodos de análise que podem ser integralmente incorporados no processo de planejamento, conectando informações ecológicas relevantes com as implicações dessa perspectiva ambiental no planejamento e na gestão das cidades. A primeira seção resume as diferentes noções de urbanismo ecológico e explora que conceitos ecológicos e pressupostos básicos podem constituir um guia para implementar uma perspectiva ecológica no planejamento urbano. A segunda seção indica que marcos existem para o planejamento e a gestão da cidade sob uma perspectiva ecológica; quais métodos e ferramentas estão sendo usados por diferentes partes interessadas em implementar uma visão ecológica hoje. Como síntese, o documento sugere que o urbanismo ecológico aplica-se por meio de seis conceitos (redes ecológicas, aninhamento, ciclos, fluxos, equilíbrio dinâmico e resiliência): i) compreensão e gestão ecossistêmica da cidade; ii) governança biorregional; iii) planejamento ecologicamente equilibrado. Assim, o trabalho fornece um marco conceitual e prático que permite a transformação das práticas atuais do planejamento e gestão urbana, delineando novas ideias para reinterpretar, reconceituar e ressignificar a relação dicotômica existente entre cidade-natureza, ambiente-sociedade, enquanto se esforça para alcançar uma nova compreensão da maneira como habitamos o hábitat.


Keywords: Planejamento urbano. Perspectivas ecológicas. Sustentabilidade.



Texto completo em PDF