URBE - Revista Brasileira de Gestão Urbana
article

URBE - Revista Brasileira de Gestão Urbana, v.AOP, n.AOP, 2017.

Regiões, cidades e comunidades resilientes: novos princípios de desenvolvimento


Carlos Gonçalves

Os efeitos da sucessão/sobreposição de crises ambientais, de insegurança, de governação, financeiras, econômicas e sociais diluíram-se no quotidiano de boa parte das regiões do planeta. Essa presença constante destrói a estabilidade e a previsibilidade associadas aos estádios mais avançados de progresso. A turbulência deixou de ser exceção e passou a ser regra. Neste artigo, discute-se o que vulnerabiliza os territórios e capacita as regiões, as cidades e as comunidades para recuperá-las, quando expostas a crises agudas e/ou prolongadas. Procuram-se justificações para o fato de alguns territórios falharem no esforço de retomar a trajetória pré-crise, enquanto outros cumprem ou superam esse objetivo, robustecendo-se no decurso dos episódios desestabilizadores. Neste artigo, observamos o desenvolvimento regional, urbano e local por meio do paradigma da resiliência evolutiva, identificando os gatilhos e as condições para a sustentabilidade do desenvolvimento, muito para além da lógica reativa de manter, distender ou tentar retomar hipotéticos equilíbrios vigentes pré-crise.


Palavras-chave: Região resiliente. Cidade resiliente. Comunidade resiliente.


Resilient regions, cities and communities: new development principles


Succession/overlap effects of environmental, insecurity, governance, financial, economic and social crises have been diluted in the daily life of great part of the planet regions. The turbulence is no longer the exception and has become the rule. It is important, therefore, to discuss what weakens the territories and what empowers the regions, cities and communities to recover when they are exposed to acute and/or prolonged crises. It urges to seek justifications to the fact that some territories fail the effort to reclaim the pre-crisis trajectory, while others, meet or exceed this goal, getting stronger in the destabilizing episodes course. In this article we observe the regional, urban and local development through the paradigm of evolutionary resiliency. This allows to identify the triggers and the conditions for the development sustainability, far beyond the reactive logic to keep, overstrain or try to reclaim hypothetical effective balances pre-crisis.


Keywords: Resilient region. Resilient city. Resilient community.



Texto completo em PDF